20 07 2022
| Atualizado em
29 07 2022

Formas de pagamento no E-commerce: conheça as opções

Formas de pagamento no E-commerce: conheça as opções
Ouça o Conteúdo

Quando você monta um e-commerce, uma das principais preocupações e objeto de estudo deve ser a jornada de compra do consumidor. É a partir dela que você saberá quais as ações necessárias para não perder nenhuma oportunidade de venda.

A etapa final, e a mais importante, da jornada do consumidor é a finalização da compra. Então devemos considerar todas as estratégias que possam facilitar esse processo. Entre elas estão as opções de meios de pagamento.

Os consumidores querem agilidade, facilidade, segurança e vantagens. Quais são as formas de pagamento que oferecem tudo isso?

Veja no conteúdo!

Pensando em montar uma loja virtual? Veja nossas dicas!

Como a escolha da forma de pagamento influencia o e-commerce?

Quantas vezes você já deixou os produtos no carrinho e desistiu de finalizar a compra ao se deparar com a falta de diversidade de formas de pagamento? Como o pagamento é a última etapa da jornada de compra do cliente, ele é tão importante quanto qualquer outra escolha no seu negócio.

A possibilidade de parcelar, a garantia de segurança na compra, a agilidade no fechamento… Tudo isso influencia a decisão de compra do consumidor.

Mas essa escolha não é decisiva apenas para o cliente. Como lojista, você também precisa levar em conta as previsões de fluxo de caixa (nem sempre o repasse dos recursos para a conta do e-commerce acontece de imediato) e quanto de despesa cada forma de pagamento irá gerar.

Então, é fundamental conhecer as melhores opções do mercado e, se possível, entregar variedades para os seus consumidores.

Principais formas de pagamento para loja virtual

1. Boleto Bancário

Apesar de ser uma forma antiga, o pagamento por boleto bancário segue sendo uma das opções mais simples, práticas e seguras. E mais, segundo o Moip, empresa de soluções de pagamentos, é também a segunda forma de pagamento mais utilizada para compras nas lojas virtuais.

O funcionamento dele, como citamos anteriormente, é bem simples. Ao finalizar a compra o cliente receberá um boleto que pode ser pago pelo meio que ele desejar (internet banking, aplicativo bancário, casas lotéricas, etc). O pedido só é confirmado e enviado depois que o cliente fizer o pagamento.

2. Cartão de crédito

Outra opção muito procurada pelos consumidores é o de pagamento com cartão de crédito, visto que esse tipo permite o parcelamento da compra, além de facilidade e rapidez no pagamento.

Basta que o cliente digite os dados do cartão e, após a aprovação do crédito pelo banco, a compra estará concluída.

Por ser uma opção fácil e muito requisitada, muitas plataformas de e-commerce já permitem que o consumidor salve os dados do cartão (de forma completamente segura), para facilitar compras futuras e fidelizar o cliente.

3. Débito em conta

O débito em conta funciona com a transferência entre contas e é tão segura quanto a utilização de um boleto bancário, mas é concluída de forma mais rápida, o que faz com que a liberação dos produtos também seja.

Também ao contrário do pagamento por boleto, o pagamento por débito não possibilita a postergação da decisão de compra.

Para realizar o pagamento o consumidor precisa digitar os dados da conta e o banco autoriza a transferência do valor.

4. Gateways de pagamento

O gateway funciona como uma conexão entre a loja virtual e os meios de pagamento, oferecendo a possibilidade de ter todos os meios de pagamento em um único sistema, a partir da filiação com as operadoras de cartões e bancos

Então, ao finalizar a compra, o cliente escolhe a forma que deseja realizar o pagamento (boleto, cartão de crédito, débito em conta, entre outros), e os sistemas transferem o valor pago para a conta do lojista.

Algumas das empresas mais conhecidas que oferecem o serviço de gateway são: Cielo, Adyen, Pagar.me, Braspag, Vindi e Yapay.

Apesar de possibilitar que o lojista aprove cada compra e defina as formas de parcelamento, o gateway não é considerado a opção mais segura porque cabe ao lojista assumir os riscos de cada transação.

5. Intermediadores

Já no caso dos intermediadores, não é preciso se filiar às operadoras e o sistema é quem fica responsável pela aprovação e pelo repasse do valor da venda ao lojista. Assim como o gateway, é uma ótima opção para organizar todas as operações financeiras do e-commerce.

No entanto, essa opção é considerada mais segura por deixar a responsabilidade da transação com o sistema. Algumas empresas que oferecem esse serviço são: PagSeguro, Paypal, Bcash, Mercado Pago, entre outras.

6. PIX

O PIX é o mais novo meio de pagamento lançado em 2020 pelo Banco Central e que basicamente já é preferência tanto de lojistas quanto de consumidores.

O serviço funciona com transferência em tempo real durante as 24 horas do dia, sete dias por semana. Ou seja, diferente dos outros tipos de pagamentos, o PIX cai no mesmo momento da efetivação.

Também é considerado muito seguro por funcionar com chaves e QR code, evitando a utilização de dados bancários.

Quais cuidados devo ter na hora de escolher os meios de pagamento?

A forma de pagamento escolhida pode influenciar de forma positiva e de forma negativa o seu negócio. Por isso é fundamental analisar qual a melhor opção em relação ao custo benefício.

Um dos cuidados que você deve ter é a respeito das taxas de cada forma (que variam de acordo com as operadoras). Para o boleto bancário costuma ser em torno de R$ 4,00 para cada boleto pago, por exemplo. Já o PIX não possui qualquer taxa.

De qualquer forma, ao tomar essa decisão é essencial que esses custos estejam incluídos no custo geral com a loja virtual.

Outro ponto fundamental de atenção é com relação a segurança do sistema. Verifique, por exemplo, se o meio de pagamento possui Checkout Transparente e se esse checkout tem fácil integração com a sua plataforma de e-commerce.

Qual a melhor opção?

Existem diversas opções de pagamento para e-commerce. Hoje em dia, todas elas são consideradas seguras e possuem suas vantagens. Como mencionamos anteriormente, elas influenciam diretamente na decisão de compra dos seus clientes e portanto influenciam no sucesso de qualquer negócio.

Por isso, decidir quais opções estarão disponíveis na sua loja não é algo a ser feito sem considerar todas as variáveis, como as taxas, a usabilidade da ferramenta, o prazo de recebimento do pagamento e a segurança oferecida pelo sistema.

É importante também levar em conta o perfil do seu consumidor para entender qual a forma de pagamento que mais se adapta a ele.

Atualmente as plataformas oferecem todas as formas de pagamento, cabe a você, lojista, saber o que é melhor para o seu negócio.

Quer ajuda com esse e outros fatores que influenciam no sucesso do seu e-commerce? Entre em contato com a WB Web!

Você sentiu falta de alguma informação neste artigo? Fique a vontade para deixar seu feedback nos comentários. E não se esqueça de assinar a nossa newsletter para receber as atualizações do blog em primeira mão!

WB Web Marketing Digital
Autor

Redator(a) WB Web

Quer tirar suas dúvidas?

Inscreva-se para receber novidade