07 07 2022
| Atualizado em
12 07 2022

Reconquistando a venda perdida (estratégias de remarketing para e-commerce)

Reconquistando a venda perdida (estratégias de remarketing para e-commerce)
Ouça o Conteúdo

O usuário faz a busca pela internet, aparentemente encontra o produto que estava procurando, só que na hora de fechar a compra, ele desiste. Chamamos isso de “carrinho abandonado”, e essa é uma das maiores reclamações dos donos de lojas virtuais.

O índice de carrinho abandonado na sua loja está muito alto? Os motivos podem ser vários, mas as soluções também são. Então, não se desespere, é possível reconquistar aquela venda que, aparentemente, estava perdida.

As estratégias de remarketing, por exemplo, são uma poderosa ferramenta para aumentar a visibilidade do seu negócio e melhorar as taxas de conversão e vendas do seu empreendimento.

Independentemente dos motivos, o “não” de um visitante nem sempre é definitivo. Conheça o remarketing e acrescente nas suas estratégias para aumentar as vendas.

Continue!

O que é remarketing?

Você, enquanto consumidor, com certeza já foi alvo de alguma campanha de remarketing. Talvez você tenha recebido anúncios de um produto específico logo após fazer uma pesquisa relacionada, ou já se deparou com uma oferta no seu e-mail daquele produto que você desistiu de comprar alguns dias antes. Isso é remarketing.

Remarketing, em sua tradução literal, significa “fazer marketing novamente”. Também chamado de retargeting, nada mais é do que uma estratégia de marketing voltada para a atração daquelas pessoas que, em algum determinado momento, já demonstraram interesse nos produtos ou serviços oferecidos por uma marca.

Em algum momento eles entraram no funil de vendas da sua empresa, mas por alguma razão eles não avançaram. O remarketing, portanto, irá anunciar para esses visitantes com a intenção de fazer com que eles avancem no funil, até fechar a venda.

Mas como o remarketing é capaz de fazer isso? A partir dos dados dos visitantes do seu site, coletados por cookies (por exemplo), é possível segmentar o público e oferecer conteúdos e produtos que realmente interessam à sua audiência.

Para isso, são utilizados desde anúncios e ofertas especiais, até a criação de conteúdos para as redes sociais, blogs, e-mail marketing e mais.

Como o remarketing para e-commerce pode ajudar?

O principal objetivo e benefício do remarketing é, como mencionamos anteriormente, o aumento de vendas. Essa técnica tem se tornado cada vez mais comum devido ao seu alto grau de conversão e a facilidade para dialogar com os clientes, já que as ofertas são baseadas nos interesses e desejos reais de compra dos usuários.

Com o remarketing é possível:

  1. Demonstrar vantagens de compra;
  2. Aumentar o reconhecimento da sua marca;
  3. Atrair mais tráfego para o seu e-commerce;
  4. Segmentar a sua estratégia;
  5. Diminuir a taxa de abandono de carrinho;
  6. Aumentar a taxa de recompra;
  7. Aumentar o lifetime value;
  8. Diminuir o custo de aquisição de clientes;

5 estratégias para o seu e-commerce

Depois de entender melhor o conceito de remarketing e conhecer as suas vantagens, você precisa conhecer as principais estratégias utilizadas no mercado.

Por isso, separamos para você 5 ótimas estratégias que são fundamentais para aumentar as conversões do seu negócio. Veja a seguir:

1. Mídia de display

Com o Google Adwords ou outra rede de display, é possível criar Ads que serão exibidos em sites parceiros que o seu visitante acessar. Dessa forma, esses anúncios personalizados acompanharão seu prospect pela internet para lembrá-lo de verificar novamente o produto anteriormente visitado e realizar uma compra.

2. E-mail Marketing

O e-mail marketing já é uma das principais estratégias de marketing digital e não pode faltar em boas campanhas. Logo, se você já tem um canal de e-mail para se comunicar com os seus clientes, fica ainda mais fácil fazer remarketing.

Nos e-mails, você pode mandar anúncios com promoções e descontos personalizados, mas também pode lembrar seus possíveis clientes que eles ainda possuem produtos no carrinho.

Além de conseguir anunciar com mais precisão, o e-mail marketing ainda permite que você colete dados importantes dos usuários, como por exemplo a identificação de quais e-mails ele abriu, quais interagiu, etc.

3. Crie ofertas exclusivas

Esta estratégia está completamente agregada às outras duas, mas é importante que ela seja lembrada e ganhe uma atenção especial.

Se o usuário não fechou a compra, uma boa maneira de fazer com que ele feche é oferecendo facilidade, como descontos, cupons e outros. Exclusividade é um recurso que costuma dar muito certo em estratégias de remarketing.

4. Transmita senso de urgência nos anúncios

Este item casa muito bem com a criação de ofertas e promoções, mas pode ser adaptado também para o dia a dia. Lembre o usuário que o produto que ele viu na sua loja já está quase esgotado, por exemplo.

Dizer que determinadas promoções/produtos estarão ativos por tempo limitado é um recurso que pode fazer os clientes se apressarem mais para comprar um produto.

5. Redes Sociais

Além do Google Adwords, o Facebook Ads e o Instagram Ads também são ótimas plataformas para fazer remarketing.

O AdRoll, por exemplo, é um parceiro oficial do Facebook e com ele você tem uma grande possibilidade de segmentação para os seus anúncios.

Mas lembre-se: cada rede social possui suas especificidades, inclusive quanto ao público. Então, é importante preparar uma estratégia exclusiva para cada rede social utilizada pela marca.

Boas práticas do remarketing

Decidiu quais estratégias irá utilizar? Legal, mas ainda que a estratégia por si mesma seja bem poderosa, existem algumas boas práticas fundamentais para que você alcance bons resultados.

A principal delas é a segmentação do seu público. Os seus usuários não possuem todos os mesmos interesses. Então é essencial que você saiba agrupar aqueles que apresentam necessidades semelhantes e que podem aproveitar o mesmo anúncio.

A segunda regra básica é a criação de CTAs eficientes. O Call to Action deve ser eficiente para guiar o cliente a tomar uma decisão específica promovida pelo anúncio. Pode ser desde clicar diretamente no anúncio até realizar outra ação de conversão. Mas é importante levar o potencial cliente a percorrer a jornada de compras até o momento de fechar um negócio.

Por fim, você precisa apresentar conteúdos relevantes e atraentes. Digamos que você opte por fazer uma promoção especial; então ela deve entregar benefícios verdadeiros ao consumidor, caso contrário você não irá mudar a decisão dele.

Pensando em montar uma loja virtual? Veja uma comparação entre o NuvemShop e o Mercado Shops!

O remarketing é uma peça fundamental de qualquer estratégia de marketing digital. Dito isso, é preciso entender que os dois caminham de mãos dadas. Ou seja, de nada adianta investir apenas no remarketing.

Cada negócio e cada público necessitam de estratégias específicas, e um planejamento que faça com que tudo se encaixe. Quer alavancar as vendas do seu e-commerce? Entre em contato com a WB Web!

Você sentiu falta de alguma informação neste artigo? Fique a vontade para deixar seu feedback nos comentários. E não se esqueça de assinar a nossa newsletter para receber as atualizações do blog em primeira mão!

WB Web Marketing Digital
Autor

Redator(a) WB Web

Quer tirar suas dúvidas?

Inscreva-se para receber novidade