23 02 2022

Como escolher uma agência de Marketing Digital em Palmas

Como escolher uma agência de Marketing Digital em Palmas
Ouça o Conteúdo

O marketing digital já está na boca do povo, certo? O que até alguns anos atrás ainda era um termo pouco assimilado pelo empresariado de médio e pequeno porte - muito embora este termo já seja utilizado desde a década de 1990 -, hoje já virou lugar comum, trazendo com essa popularização todos os lados positivos e negativos de algo que passa a ser considerado como uma espécie de “onda” ou “moda”.

A realidade é que o marketing digital está muito além de uma moda ou onda passageira. Com o ambiente virtual tornando-se parte indissociável da nossa própria realidade, em breve (é a nossa aposta!) o investimento neste tipo de ação tende a se tornar praticamente um custo fixo de qualquer empresa, tal qual o pagamento dos impostos e das contas de água e energia. A pandemia que enfrentamos desde 2020 deu uma catalisada nesse processo e hoje a “praça” web é uma das mais quentes e concorridas do mercado.

O frisson das empresas pela adaptação urgente ao digital também foi um prato cheio para o surgimento de “especialistas” no assunto, a venda de soluções milagrosas e fórmulas mágicas que, quem está a mais tempo desenvolvendo este tipo de serviço, sabe que não existem. O conteúdo de hoje vem para esclarecer que tipo de atributos, estruturas, profissionais e equipamentos são minimamente necessários para escolher uma agência de marketing digital em Palmas (TO) ou em qualquer outra cidade, afinal o digital não se intimida com barreiras físicas.

Se você é empresário e quer fazer um investimento mais seguro e certeiro para a implementação das suas estratégias de marketing digital, vem com a gente neste artigo que temos algumas dicas para te ajudar a fazer as melhores escolhas!

Vamos lá?

O que é marketing?

Para começar e ter clareza do que se quer e de onde buscar, é bom compreender primeiramente do que se trata o marketing e ao que ele se aplica nas estratégias de venda e gestão do seu negócio.

Marketing, por definição é a ciência que estuda as complexas relações de mercado ( entre empresa, público, produtos, necessidades, comunicação e consumo) e, a partir destas muitas variáveis, mensura e quantifica o mercado disponível e as possibilidades para potencializar os lucros e otimizar os investimentos.

O marketing digital, por sua vez, é a transposição de toda essa abordagem que antes se utilizava de ferramentas e estratégias voltadas ao offline e às mídias tradicionais para o contexto da internet e das novas tecnologias. Obviamente que essa adaptação da lógica do marketing cria inúmeras novas possibilidades e suas próprias dinâmicas a partir das ferramentas, ambientes e costumes próprios do ambiente digital. Ou seja, não é uma mera adaptação, mas um novo mundo.

O que é uma agência de marketing digital?

Como já mencionamos, o marketing digital está em franca evolução e apresenta uma enorme gama de caminhos para dar vazão aos mais variados tipos de estratégias. Sendo assim, uma agência de marketing digital precisa ser a materialização dessa versatilidade. Uma agência, então, consiste na estruturação de um pool de profissionais multidisciplinares, plataformas e ferramentas digitais capazes de pensar, planejar, criar, executar, monitorar e aperfeiçoar estratégias e ações para seus clientes nos ambientes digitais.

E qual a diferença de uma agência de marketing digital para uma agência tradicional? A resposta dessa pergunta está no foco e no nível de especialização de cada uma. As agências de marketing digital, pelas potencialidades deste ambiente, possuem os meios para firmar um compromisso muito mais monitorável e mensurável com os resultados.

Dessa forma, enquanto agências tradicionais focam suas ações em mídias e veículos mais tradicionais, desenvolvendo ações voltadas para impactar no ambiente offline, o marketing digital precisa oferecer além de todas as competências de uma agência tradicional, vários atributos específicos, voltados principalmente à natureza e à dinâmica da comunicação em rede, em tempo real, com alto nível de interatividade e pautadas pela velocidade das novas tecnologias online.

Quais os principais serviços de uma agência de marketing digital?

Bom, se você chegou até aqui, essa é a hora em que paramos de chover no molhado e a coisa começa a ficar mais interessante. Afinal, o leque de atributos e serviços é bem variado e você precisa ter noção do que será necessário para o seu negócio antes de bater o martelo acerca da agência de marketing digital a ser escolhida para te assessorar.

Para começar, vamos analisar o que faz uma agência de marketing digital de uma forma macro, falando um pouco sobre suas principais funções:

  • Planejamento Estratégico: a sua empresa tem necessidades específicas e o mercado tem características particulares conforme o seu nicho, localização e outras variáveis. Considerar todas essas características e identificar onde estão as melhores oportunidades de atingir os objetivos, utilizando as ferramentas digitais disponíveis, é parte fundamental do trabalho de uma agência. Ou seja, não é apenas produzindo Reels e Tik Toks em série que a sua empresa vai conseguir fechar bons negócios. Marketing digital é contexto e estratégia.
  • Gestão em Web: as redes sociais às vezes tiram o foco de outras prioridades essenciais para uma presença digital sólida. Para obter resultados na internet, empresas precisam contar com infraestrutura(s) digital(is) capaz de sustentar estratégias mais robustas. Dentre essas estruturas mencionadas, além da criação e sistematização de perfis em redes sociais, estão a criação e manutenção de sites, e-commerces, blogs, dentre outros sistemas e aplicações que podem ser necessários para a estratégia de um negócio. Essa gestão em web alia a necessidade de conhecimentos em programação, tecnologia e sistemas, com o planejamento em produção de conteúdos, que é justamente o nosso próximo tópico;
  • Produção de Conteúdo: se tem algo que é um ponto comum entre praticamente todas as estratégias online, podemos dizer que esse “algo” é o conteúdo. Seja em texto, design, áudio, vídeo, fotografia ou qualquer outra linguagem, a produção de conteúdos criativos, atrativos e alinhados ao seu negócio e público é o combustível que possibilita a estratégia ser desenvolvida com sucesso. O núcleo responsável pela constante criação destes materiais é certamente um dos órgãos vitais de qualquer agência de marketing digital!;
  • Monitoramento e Mensuração: análise de desempenho e resultados, este é certamente o maior diferencial entre estratégias online e offline de marketing. O monitoramento é a parte mais cerebral de uma agência de marketing e, portanto, o setor que vai ditar se todos os outros setores estão funcionando corretamente ou se precisam ser ajustados em prol do sucesso das estratégias. O ambiente web permite uma avaliação muito acurada de diversas métricas que em hipótese alguma podem ser ignoradas ou tratadas com displicência.
  • Ferramentas e Tendências: aqui vamos unir dois aspectos diferentes e falar de ambos de forma breve. No marketing digital muitos processos podem ser facilitados e até automatizados a partir do uso das ferramentas mais apropriadas, identificar, estudar e dominar estas ferramentas para saber quando oferecê-las aos clientes, é uma das funções de uma boa agência. Da mesma maneira, estar continuamente antenado às constantes mudanças e novas tendências desse universo é requisito básico para uma assessoria digital completa.

Agora, que já abordamos a natureza das principais atividades em uma agência de marketing digital, entenda como os serviços são oferecidos e o que entregam ao cliente:

  • Planejamento de Marketing Digital: aqui é onde deve começar qualquer jornada no digital, esta parte do serviço é composta de pesquisa de mercado, análise de dados, identificação de riscos e oportunidades, definição de persona(s) e uma série de investigações que vão culminar na elaboração de um diagnóstico completo sobre quais abordagens, canais e conteúdos digitais são os melhores para o seu negócio voar no meio digital;
  • Inbound marketing: também chamado de marketing de atração, trata-se de um conjunto de estratégias que quando executadas coordenadamente são capazes de atrair e nutrir uma determinada audiência à sua marca, guiando-a, etapa por etapa, até o momento certeiro de fechar um negócio. Para isso utiliza-se um mix de estratégias, como o marketing de conteúdo, e-mail marketing, landing page, gestão automatizada de leads, dentre outros;
  • Marketing de Conteúdo: este serviço pode e deve permear quase todas as estratégias de marketing digital e trata-se de todo o processo envolvido na criação e promoção de materiais (conteúdos) relevantes para abastecimento dos mais diversos canais e formatos de mídias online, como blogs, redes sociais, criação de ebooks, podcasts, dentre outros. Claro, tudo isso com primor técnico, linguístico e focado precisamente na persona do seu negócio;
  • Sites e Landing Pages: aqui é uma parte que entra naquilo que chamamos de infraestrutura digital, ou seja, a criação de ambientes próprios, onde sua audiência possa ser melhor apresentada à sua empresa e orientada de forma mais precisa em sua jornada de compra. A criação destas estruturas digitais envolvem conhecimentos em programação, design gráfico, produção de conteúdo e o domínio de vários outros pormenores técnicos relacionados à segurança, registro de domínio, etc;
  • Implantação de E-commerce: a criação de uma loja virtual, assim como a construção de sites e landing pages tem toda uma série de pormenores técnicos que garantem a segurança da sua operação e a sua credibilidade perante o cliente e o mercado. Sistema para postagem de produtos, gestão de estoque, automatização das compras e formas de pagamento, cálculo de frete, vouchers de desconto… tudo isso precisa estar funcionando na sintonia fina!
  • Gestão de Redes Sociais: aqui é a parte que todo mundo já sabe como funciona, né? Ou pelo menos acha que sabe! Trabalhar com redes sociais é um mundo à parte que exige uma dedicação enorme, planejamento impecável, constante monitoramento e muita paciência para lidar com os altos e baixo, bugs e desmandos de plataformas como o Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter, Tik Tok, dentre outras;
  • Otimização para Motores de Busca – SEO: o SEO é uma estratégia que gosta de trabalhar nos bastidores, pouca gente percebe sua presença, mas quando seus resultados começam a chegar são os mais promissores e de melhor custo-benefício! Otimizar seus canais para o reconhecimento pelos motores de busca é um trabalho minucioso, que vai desde a arquitetura do seu site até a utilização correta das palavras nos seus links e conteúdos;
  • Otimização de Conversão – CRO: este tipo de consultoria visa aperfeiçoar ambientes como sites, landing pages e e-commerces através de diversas técnicas e boas práticas que aumentem a motivação dos usuários em realizar as interações desejadas pela empresa. São exemplos de conversão o preenchimento de um formulário, o clique em um banner, a navegação e compreensão dos conteúdos de sessões-chave do site, a realização de uma compra na loja virtual, aceitar fazer um teste grátis do seu serviço, dentre outros.

São muitos serviços, né? E olha que ainda nem mencionamos todos, como a UX (experiência do usuário), a criação de máquina de vendas, a implantação de apps de produtividade, a gestão de tráfego pago (ADs e links patrocinados)... É importante ter em mente que a grande maioria dessas estratégias não são tão poderosas isoladamente quanto podem ser, quando utilizadas de forma coordenada e complementar umas com as outras. Tudo vai depender do que a sua empresa precisa e o quão longe ela deseja chegar nos potenciais do universo digital.

Esse número enorme de atribuições e entregas possíveis em uma agência full service, demanda uma estrutura mínima de equipamentos, ferramentas e profissionais, sendo este, justamente, o ponto no qual tocaremos no tópico seguinte!

Qual a estrutura básica de uma agência de marketing digital?

Falando de estrutura física, podemos começar pelo óbvio: qualquer agência precisa contar com uma conexão com a internet rápida, segura e estável, que suporte a transferência de grandes quantidades de dados e o uso intenso por parte de todos os colaboradores. Uma agência deve oferecer também um ambiente confortável, refrigerado e arejado, que permita a fruição criativa e favoreça o trabalho em equipe. É desejável também que conte com uma sala de reuniões presenciais com equipamentos adequados para apresentações multimídias e espaço adequado para reunir colaboradores e receber clientes.

Uma linha telefônica fixa é essencial para facilitar a comunicação e o atendimento, mas além disso, agências precisam contar com linhas e aparelhos smartphones, tanto para o auxílio ao atendimento, quanto para aproveitar as funcionalidades do aparelho para captação de áudio e vídeo, utilização de aplicativos mobile, testes de mídia e responsividade.

É desejável que a agência possua equipamentos adequados para a captação de imagens (fotografias e filmagens) e captação de som (desenvolvimento de podcasts, audiobooks, áudio-descrições). São serviços que podem até ser terceirizados, mas agências que contam com essa estrutura oferecem maior autonomia e controle na produção dos conteúdos para os clientes, além de uma experiência mais completa e abrangente.

Em relação aos profissionais, a equipe básica de uma agência é composta, no mínimo, por:

  • Atendimento (Sucesso do Cliente)
  • Redator(a)
  • Designer Gráfico
  • Web-designer
  • Desenvolvedor(a) Web (Programador)
  • Social Media
  • Analista de Marketing Digital
  • Analista de Tráfego Pago
  • Produtor(a) de Conteúdo Audiovisual (filmmaker)

Além dos profissionais, espaço e equipamentos apropriados, uma agência necessita de uma série de ferramentas digitais que auxiliam na execução das estratégias, para mencionar alguns exemplos:

  • Automação de Marketing e CRM - Ferramentas de CRM (Customer Relationship Management) são oferecidas aos clientes para auxiliar o processo de nutrição e relacionamento com os leads (oportunidades de vendas). São exemplos o RD Station, Sharspring, Bitrix24, entre outras;
  • Plataforma de Clouding - Tanto para o dia-a-dia da agência quanto para ofertar aos clientes, é fundamental a contratação de uma plataforma que possibilite a transferência e armazenamento de arquivos. São exemplos o Google Drive, One Drive, entre outros;
  • Gestão de Redes Sociais - São plataformas que dinamizam o trabalho do Social Media e dentre várias funcionalidades permitem integrar várias redes de um cliente dentro de um mesmo ambiente e facilitam o monitoramento e a geração de relatórios. São exemplos o Ethus e o MLabs;
  • Plataforma de Coworking - São ambientes que facilitam o trabalho em equipe e a produtividade organizacional, permitindo por exemplo a realização de videoconferências, edição simultânea de documentos, chat interno, dentre outras. São exemplos o Google WorkSpace e o Microsoft 365;
  • Gestor de Demandas - São ferramentas que permitem organizar o fluxo do trabalho em equipe, a divisão de tarefas e o controle das entregas. São exemplos o Trello, o RunRun e o Bitrix24;
  • Softwares de Edição Multimídia - São as ferramentas que permitem designers, diagramadores e editores de áudio/vídeo produzirem materiais complexos e de alta qualidade. O principal exemplo é a Creative Cloud da Adobe.

Todas essas ferramentas são importantes pois, em conjunto com profissionais tecnicamente capacitados, possibilitam resultados muito mais precisos e profissionais nos mais diversos setores de uma agência. Já deu para perceber que o serviço de marketing digital vai muito além de um sobrinho esperto e um notebook, né?

O que devo observar ao analisar uma agência de marketing digital?

Como já adiantamos no começo deste artigo, o boom do marketing digital favoreceu o surgimento de pseudo-especialistas e também de muitas agências de baixa capacidade técnica. O cliente que contrata uma agência assim está fadado a colher maus resultados e ser levado a pensar que o marketing digital não é capaz de entregar o que promete. No entanto existem alguns aspectos cruciais para certificar-se que uma agência sabe o que está fazendo e que é capaz de entregar qualidade. Veja alguns exemplos!

Estrutura Física e Ambiente Organizacional - Um bom sinal de que uma agência leva a sério o que faz é o investimento na sua estrutura física e a forma como trata seus funcionários. Faz uma diferença incrível ter uma “casa organizada” com pessoas valorizadas e satisfeitas cuidando das estratégias da sua empresa!;

Histórico da Agência - Você sabe o que sua agência fez no verão passado? Saber o tempo de caminhada da agência, de onde ela surgiu, que serviços ela agregou no decorrer do tempo é uma boa maneira de analisar a sintonia e a proatividade da agência em meio ao dinâmico ambiente digital;

Estrutura e Canais Digitais - Neste meio não há espaço para “casa de ferreiro e espeto de pau”. Uma agência de marketing digital deve ser a cliente mais importante de si mesma, portanto, verifique que tipo de conteúdo a agência produz, a qualidade do site institucional, a forma de se comunicar com o público e de se posicionar nos diferentes canais;

Certificações - O marketing digital é extremamente dinâmico e rápido, portanto agências e profissionais devem estar ininterruptamente se qualificando, se atualizando e se certificando. Busque descobrir se os profissionais da empresa realizam capacitações técnicas para cada uma das ferramentas e plataformas que utiliza, verifique se a agência é certificada perante grandes parceiros digitais, como o Google, o Facebook, o Youtube e outros;

Clientes e Cases - Uma agência deve se orgulhar dos trabalhos que realiza, busque conhecer os principais cases de sucesso existentes, procure saber sobre clientes antigos e atuais e sobre o nível dos serviços que são ou foram realizados para cada um deles.

Nós garantimos que observar os aspectos que acabamos de mencionar já é meio caminho andado para evitar decepções e, principalmente, dinheiro jogado fora!

Agências Locais x Agência de fora - O que é melhor para minha empresa?

Bom, sabemos que o serviço de marketing digital pode perfeitamente ser oferecido sem a necessidade obrigatória de uma relação presencial entre cliente e agência. No entanto, aspectos muito particulares de uma empresa ou empresário devem ser levados em conta na hora de decidir por uma agência com sede na sua cidade ou em qualquer outro lugar do país.

A depender do seu perfil ou do perfil da sua empresa, a impessoalidade de uma relação à distância pode não ser o desejado. Muitas pessoas valorizam o “olho no olho”, o aperto de mão, para garantir que as coisas saiam como planejado. Se este for o seu caso, você deverá colocar isso na balança e talvez optar entre agências que possibilitem uma relação mais próxima e presencial.

Agora, se você não é do tipo que se importa em resolver as coisas de forma remota, confia nas plataformas digitais para mediar as tomadas de decisões e consegue confiar em uma agência mesmo que você não tenha acesso físico à estrutura dela, então neste caso, o indicado é colocar agência de outros lugares no mesmo patamar das locais e, objetivamente, escolher a que transmite mais segurança e credibilidade para o seu negócio.

Escolher uma agência de marketing digital em Palmas (TO) ou em qualquer outro lugar, para cuidar das estratégias da sua empresa é um assunto muito sério, relevante e decisivo para o futuro de um negócio. Deve-se ter o mesmo cuidado que você teria para escolher alguém para se relacionar pessoalmente ou um sócio para dividir as responsabilidades deste negócio. Por este motivo, não poupamos nos detalhes e nas ponderações ao produzir este conteúdo! Esperamos que tenhamos te ajudado nesta difícil missão e que a sua empresa consiga encontrar a melhor “tampa” para a sua “panela digital”!

Gostou? Curta, comente e compartilhe! Se desejar receber mais conteúdos como este e ficar por dentro de todas as novidades sobre o universo digital, cadastre-se também em nossa newsletter e seja notificado a cada novidade publicada!

WB Web Marketing Digital
Autor

Redator(a) WB Web

Quer tirar suas dúvidas?

Inscreva-se para receber novidade