13 09 2021

10 Dicas para Vender na Internet

10 Dicas para Vender na Internet

A internet nos trouxe muitas facilidades; uma delas é a possibilidade de encontrar novos clientes e fechar novos negócios, seja por plataformas especializadas para isso ou pelas redes sociais. Mas para o pequeno empreendedor que ainda encontra as barreiras do amadorismo, essa pode ser uma tarefa complicada, correndo o risco de ser deixado para trás.

Seja qual for o nicho que o seu negócio esteja inserido, a primeira coisa a se dar conta é que você vai encontrar muitos concorrentes digitais. Então, para começar com o pé direito na área de vendas pela internet, você precisa estar preparado pelo menos para oferecer o básico.

Isso significa ter uma boa presença online, ter bem claro qual o seu público alvo e o que ele procura, além de estar aberto para novas estratégias online.

Sabendo que vender pela internet não é uma tarefa tão fácil assim, a WB Web separou dez dicas para ajudar você, pequeno empreendedor. Saiba o que fazer - e o que não fazer - para obter sucesso nas vendas pela internet.

Por que investir nas vendas pela internet?

O primeiro, e talvez principal motivo, é justamente o fato de existirem poucas barreiras para entrar nesse meio, principalmente quando falamos sobre o custo total. Se teve algo que a pandemia do novo coronavírus nos ensinou, foi que a internet pode servir como refúgio e garantia para aqueles pequenos empreendedores que passam por dificuldades, sejam elas financeiras ou de logística.

Hoje em dia já existem diversas plataformas que ajudam na hora de fechar negócio pela internet. Desde sites próprios de e-commerce, plataformas de venda, páginas específicas de venda dentro de redes sociais (como o Instagram e o Facebook), até uma venda mais casual nas mensagens diretas nos aplicativos sociais.

Contudo, entendendo que o controle dessa grande quantidade de canais pode sobrecarregar o vendedor, e ainda superexpor o consumidor, é importante definir bem as estratégias de marketing para vendas.

Veja a seguir as nossas dicas para vender pela internet.

1. Saiba o que vender

Antes de começar a divulgar o seu serviço/produto, você precisa estar bem consciente de como ele é, qual o diferencial no mercado e porque alguém estaria buscando por ele. Isso inclui ter uma marca forte, bem posicionada e bem definida.

Se você não sabe o que está vendendo, você nunca conseguirá conquistar autoridade no assunto e não terá reconhecimento.

Para fazer uma apresentação mais eficiente, sempre tenha em mãos um portfólio dos serviços/produtos e dos resultados conquistados a partir deles.

2. Conheça seu público

Já mencionamos esse tópico por aqui. Não só neste mesmo artigo, como também em um artigo especial sobre o assunto, lhe dando dicas de como encontrar o seu público alvo. Não deixe de conferir!

Entender com quem você está negociando já é meio caminho andado. Dessa forma você saberá como conversar com ele, como convencê-lo e, é claro, como agradá-lo. Você será capaz de desenvolver as estratégias de marketing para vendas mais pontuais possíveis, entendendo qual conteúdo você precisa gerar.

E aqui entra o que não fazer; não tente agradar todo mundo! Isso é impossível, e irá lhe afastar do seu público ideal.

3. Esteja preparado para entrar na internet

De fato, vender pela internet tem um custo muito mais baixo do que fazê-lo em uma loja, por exemplo. Mas isso não significa que você não precisará entender, e fazer, os investimentos necessários para manter o processo rodando.

Isso inclui saber quem serão seus parceiros, fornecedores, logística de entrega (em caso de produtos), e o ambiente em que você estará (em caso de sites próprios ou plataformas de e-commerce, por exemplo).

Então, assim como você faria em outras ocasiões, é preciso elaborar um plano de negócios.

4. Tenha um site funcional

Você não precisa, necessariamente, vender pelo site, mas é importante ter um site institucional para divulgar os seus serviços/produtos. Essa é uma parte fundamental da presença online que muitos empreendedores se esquecem.

O site precisa ser profissional e otimizado, sem se esquecer, é claro, de um design atraente. Ser uma página “otimizada” significa ser facilmente encontrada, e proporcionar uma experiência positiva para quem acessa. Por exemplo: ser rápido, com grande usabilidade, que se adapte a qualquer tipo de dispositivo, etc.

5. Seja verdadeiro

Parece óbvio, nós sabemos, mas aparentemente algumas pessoas se esquecem desse tópico tão importante. Propaganda enganosa é sempre um problema, não importa em qual plataforma ela esteja aparecendo.

Não prometa aquilo que você não pode cumprir. Também deixe bem claro questões como cobrança de frete, prazo de entrega, entre outros.

O cliente precisa confiar em você, caso contrário, isso pode gerar prejuízos inclusive a longo prazo, em outras compras.

6. Monte uma estratégia de divulgação

As estratégias de marketing digital estão aí para isso mesmo. Divulgue os seus produtos/serviços o tempo todo, não só na hora de fechar um acordo.

Manter os seus perfis digitais atualizados é fundamental, afinal, nem sempre a decisão de compra é feita na mesma hora. Você precisa ir alimentando o seu relacionamento com o consumidor final.

Para isso, é preciso também entender que diferentes canais de comunicação precisam de diferentes estratégias e diferentes formas de abordar o público. Confira nosso artigo sobre presença digital e saiba mais sobre o assunto!

7. Não seja invasivo

Nós já comentamos aqui o perigo de superexpor os seus clientes aos seus anúncios, certo? Mas além de tomar cuidado com a frequência com que você faz isso, é preciso também tomar cuidado com a maneira com que faz.

Essa dica é importante, principalmente, para quem fecha negócios de forma direta. Conversando por mensagem direta com o potencial cliente.

Não chegue oferecendo seu serviço logo de cara, primeiro ganhe a confiança dele. Se quiser mais dicas de como conversar com novos clientes, confira nosso artigo especial sobre captação de clientes.

8. Invista em plataformas de vendas

Apostar em um marketplace também é uma boa solução. Esses espaços servem de “aluguel” para grandes varejistas e atacadistas, assim como empreendedores, venderem na internet.

Funciona como um ótimo canal de conexão entre vendedores e consumidores que, além de melhorar a experiência dos usuários e o faturamento das empresas, também oferece grau de credibilidade e confiabilidade para o vendedor.

O único porém das plataformas de vendas, é a necessidade de ter um estoque e o empreendedor ser inteiramente responsável pela entrega.

9. Invista em SEO (Search Engine Optimization)

Já falamos sobre a otimização do site, então está na hora de entregar as ferramentas para isso. As boas práticas em SEO direcionam os motores de busca para dar destaque ao seu conteúdo. Hoje, é a melhor forma de estar no topo das páginas de busca de forma orgânica.

10. Tenha parceiros

Os concorrentes servem para nos dar uma boa ideia do que fazer e o que não fazer, onde encontrar clientes e quais produtos/serviços dar destaque no portfólio. Mas e se você transformasse o seu concorrente em um parceiro?

Certamente você oferece algo que ele não oferece e vice versa. Nada melhor, então, do que contar com a indicação de quem já tem contato com o potencial consumidor.

11. EXTRA, EXTRA, EXTRA

A nossa dica extra é estar sempre aberto para as tendências e novidades do mercado e, é claro, novas estratégias de marketing para vendas. Pode ser que os resultados não venham imediatamente, mas você precisa lembrar que o marketing digital é um plano de longo prazo.

Quer mais dicas de marketing digital para aplicar no dia a dia da sua empresa? Confira outros artigos aqui no blog da WB Web!

Essas dicas foram úteis para você? Sentiu falta de alguma informação? Fique a vontade para deixar seu feedback nos comentários. E não se esqueça de assinar a nossa newsletter para receber as atualizações do blog em primeira mão!

Quer tirar suas dúvidas?

Inscreva-se para receber novidades