05 08 2021

Tráfego Pago e Tráfego Orgânico: em qual devo investir?

Tráfego Pago e Tráfego Orgânico: em qual devo investir?

Todo empreendedor está buscando conquistar novos clientes e aumentar o número de vendas. Parte desses resultados passam especialmente pela implementação de estratégias de marketing digital que buscam o aumento do tráfego digital nos canais de comunicação da empresa.

Estar presente no ambiente online é o primeiro passo, mas de nada adianta ser mais um em meio a multidão. Você precisa investir na criação de sites e blogs com informações e conteúdos diferenciados, que destacam a sua empresa. Depois, é claro, você precisa fazer com que o potencial consumidor chegue até essas informações.

A maneira como o usuário irá chegar até você é o que nós vamos discutir hoje. Continue lendo e entenda o que é tráfego digital, as diferenças e vantagens do tráfego pago e tráfego orgânico e em qual deles vale a pena investir.

Boa leitura!

O que é tráfego digital?

O tráfego digital nada mais é do que a movimentação de usuários que navegam entre suas páginas corporativas. O tráfego digital, ao contrário do tráfego de trânsito, é muito bem-vindo, sendo constantemente buscado por aqueles que querem aumentar as vendas e o conhecimento sobre a empresa/produto.

A maior parte das estratégias de marketing digital buscam, justamente, aumentar o tráfego de um cliente. Mas o tráfego digital pode ser dividido em diferentes tipos, o que demanda diferentes estratégias. Os principais grupos são: tráfego pago e tráfego orgânico.

Essas duas definições vão explicar a maneira como o usuário chegou até a sua página, ou seja, de forma paga (através de anúncios pagos) ou de forma orgânica (por plataformas de buscas).

Tráfego pago

O tráfego pago, como dito anteriormente, se utiliza de anúncios pagos para impactar um usuário e levá-lo até o site corporativo da marca. Esses anúncios são programados a partir da definição de palavras-chave e da segmentação da sua audiência. Ou seja, você é capaz de programar e atingir o usuário que você já sabe, por meio de pesquisas prévias, que se interessa pelo serviço/produto que você está ofertando.

Essa assertividade é a sua maior vantagem, mas não é a única. Com os anúncios pagos você tem mais custo-benefício, visto que o investimento é por clique. Em outras palavras, você só paga quando um usuário clica no seu anúncio.

Para manter uma boa taxa de tráfego pago, você precisa manter os seus anúncios sempre ativos e atualizados, além de pesquisar as mídias adequadas para a divulgação.

As duas plataformas mais utilizadas para a criação desses anúncios são: Google Ads e Facebook Ads.

Tráfego orgânico

O tráfego orgânico é o contrário do tráfego pago. Chamamos de tráfego orgânico todos aqueles visitantes que chegaram até as suas páginas sem um custo direto, ou seja, sem ser impactados por um anúncio seu. Eles chegam a partir de pesquisas nos mecanismos de buscas, como o Google, por exemplo.

Isso acontece quando a empresa se utiliza de técnicas de SEO, como a definição de palavras-chave, e marketing de conteúdo, melhorando o ranqueamento de seus domínios e aparecendo entre os melhores resultados exibidos.

Além de não terem custo “direto” (você ainda irá pagar pela produção de conteúdos), essas são estratégias que buscam gerar resultados a médio e longo prazo, levando o usuário a avançar pelo funil de vendas e ganhando a fidelidade do consumidor.

Mas para chegar a esse resultado, essas estratégias devem ser levadas a sério e colocadas em prática de forma consistente.

Tráfego pago vs Tráfego orgânico

Saber em qual tipo de tráfego você deve investir irá depender de estratégias de marketing determinada, que irá levar em consideração o objetivo da campanha, o custo-benefício, a urgência dos resultados e os recursos disponíveis.

Dito isso, é importante deixar claro que o tráfego pago e o tráfego orgânico se complementam, um não é melhor que o outro, e um não irá solucionar todos os problemas sem a presença do outro.

O tráfego pago possui resultados mais rápidos, mas o tráfego orgânico possui resultados mais prolongados, por exemplo. O interesse pela sua marca será construído com uma base sólida de leads que apresente um crescimento contínuo com custos cada vez menores.

Gestão de tráfego

A área de gestão de tráfego dentro de uma empresa de marketing é responsável por organizar, analisar, liberar demandas e criar ações para vendas e resultados de um cliente. Para tanto, são utilizadas ferramentas de marketing digital.

O gestor vai compor a produtividade e ditar o ritmo da presença digital para criar harmonia, entrosamento e execução das estratégias. Nesse processo estão inclusos o gerenciamento de redes sociais e de sites corporativos com a utilização de técnicas de SEO, e o gerenciamento dos anúncios pagos nas plataformas como Facebook, Instagram, Google Ads e outros.

Resumidamente, o serviço de gestão de tráfego entregue pelas empresas de marketing irá garantir que tanto o tráfego pago quanto o tráfego orgânico estejam sendo utilizados de forma complementar, a partir da construção de uma estratégia pensada a longo prazo. É preciso saber planejar o tipo de conteúdo, a frequência das postagens, ter conhecimento do público e dos algoritmos que determinam o funcionamento das redes.

Com esta área o seu potencial de venda aumenta significativamente, e quem melhor para prover este serviço do que uma empresa especializada em estratégias de marketing digital? Deixe esse trabalho nas mãos da WB Web; conheça nossos serviços!

Gostou deste conteúdo? Então deixe seu feedback nos comentários, a sua opinião é muito importante para nós. Não se esqueça de curtir, compartilhar e assinar a newsletter para receber as novidades do blog em primeira mão!

Quer tirar suas dúvidas?

Inscreva-se para receber novidades