11 05 2021

4 dicas de como criar uma persona do zero

4 dicas de como criar uma persona do zero

Nós já te falamos sobre a importância de definir um público-alvo e listamos as etapas para isso. Se você conferiu o artigo, certamente ficou ansioso para dar o próximo passo: criar uma persona.

A persona é um dos principais elementos do marketing e você com certeza já se deparou diversas vezes com esse termo. Mas você sabe, exatamente, o que é uma persona no marketing digital?

Muitas pessoas confundem esse conceito com o de público-alvo. A confusão entre os termos faz com que a prática não seja adotada por 100% das empresas, dificultando o processo de conquista de novos clientes e, consequentemente, o crescimento da marca.

Entender a diferença entre eles pode transformar as suas estratégias de conteúdo da água para o vinho. Então, para deixar tudo às claras, neste artigo você encontrará a explicação do conceito, a sua importância, dicas de como criar uma persona do zero e, de quebra, um exemplo de persona para se basear.

Boa leitura!

O que é uma persona no marketing digital?

No marketing digital, uma persona é uma representação semi-fictícia do cliente ideal da empresa. Isso significa que, com base em dados e comportamentos reais do público-alvo, o marketing “desenha” um perfil que sintetiza as principais informações que irão orientar a criação de estratégias e conteúdos.

Lembramos que público-alvo e persona são conceitos diferentes, mas que podem estar interligados. Em outras palavras, é muito difícil criar uma persona sem antes ter um público-alvo bem definido, mas o público-alvo não substitui uma persona.

Da mesma forma, é possível que uma marca tenha mais de um cliente ideal, considerando que o público pode ser diverso e apresentar agrupamentos de características.

No entanto, o ideal é não exagerar na quantidade. O principal objetivo da criação de uma persona no marketing digital é ter estratégias bem direcionadas; se você não tiver um foco, não saberá como direcionar o conteúdo.

Benefícios de criar uma persona

Com uma persona bem definida e condizente com a sua marca e público, é possível tornar a sua empresa líder de mercado desenvolvendo estratégias diferenciadas de inbound marketing e criação de conteúdo.

Isso porque, com a compreensão total de quem são e quais são os hábitos dos seus consumidores, você consegue calibrar a mensagem, abordando potenciais clientes com o tipo certo de linguagem, nos ambientes e horários certos, oferecendo as soluções ideais.

Resumidamente, confira a seguir as vantagens de criar uma persona:

Especificação do público-alvo

Começar a campanha de marketing sabendo quem é o seu público-alvo já é meio caminho andado. No entanto, a persona irá lhe ajudar a aprofundar o seu conhecimento.

Digamos que o seu público-alvo seja formado por microempreendedores; com a criação de uma persona você pode descobrir quais são as dores, os sonhos, as rotinas e os interesses desse público.

Entende-se qual o valor do seu produto/serviço para eles e, consequentemente, o que falta entregar, abrindo a possibilidade de expandir a presença da marca no dia a dia dessas pessoas.

Definição de linguagem e tom de voz

Como já mencionado neste artigo, uma das principais características da persona de uma marca é a definição de como a empresa irá se comunicar com seus clientes.

A marca passa por um processo de “humanização”, e os clientes sentem que ela está falando diretamente com eles. Quase como uma forma pessoal, eles passam a se enxergar nas postagens da marca.

Direcionamento de conteúdo

Se você sabe quais são os desejos, necessidades e principais problemas do seu público, então você sabe o que precisa entregar como solução e onde fazer essa troca de ideias.

A partir dessas informações, também é possível desenhar uma jornada de compras onde, em cada etapa, o possível cliente se aproxima cada vez mais de se tornar um consumidor.

Durante esse processo, serão desenvolvidos conteúdos (como blogposts, vídeos e posts de redes sociais) abordando as principais dores do público.

Como criar uma persona

Você não deve criar uma persona com base em suposições. Toda e qualquer característica deve ser embasada em dados reais que são recolhidos a partir de pesquisas, quantitativas e qualitativas, do seu público-alvo e mercado.

Para recolher e fazer a análise dessas informações, você pode seguir as nossas dicas:

1. Peça para os seus atuais clientes responderem um questionário

Se você possui uma empresa já em total funcionamento, com clientes pontuais e outros já fidelizados, você não precisa, necessariamente, buscar dados externos. Você pode começar analisando os dados que você já tem dentro de casa.

Construa um questionário com perguntas que englobam o comportamento no seu site, nas redes sociais e na hora da compra. Na hora de criar os questionamentos, considere filtrar perguntas para não tornar a entrevista tão extensa.

As perguntas devem contemplar as especificidades da sua empresa, mas de forma em geral, busque a compreensão das seguintes dimensões:

  1. Informações demográficas: idade, sexo, renda, status de relacionamento, entre outros.
  2. Gatilhos de busca: o que leva o cliente a buscar a sua solução? Quais são as prioridades na hora da compra?
  3. Expectativa de resultados: o que o cliente espera ao entrar em contato com o seu produto/serviço?
  4. Pontos desestimulantes: o que faz com que alguém desista de finalizar a compra? O que pode melhorar?
  5. Diferenciais da marca: porque o cliente decidiu pela sua marca? Qual foi o critério de decisão? Peça uma comparação com os concorrentes do mercado.
  6. Jornada de compra: quais são as etapas até a finalização da compra? O que acontece em cada etapa?

2. Identifique o problema e o objetivo do cliente

Durante a coleta de dados talvez você tenha se deparado com mais de um perfil comum entre os seus clientes. Nesse caso, lembra que falamos sobre a possibilidade de criar mais de uma persona? Você pode considerar essa alternativa.

Mas a nossa dica é focar nas dores, nos objetivos e nas necessidades dos clientes. Se eles forem os mesmos, talvez seja melhor reunir tudo em apenas uma só persona, deixando as características demográficas em segundo plano.

Pensando nisso, na hora de coletar os dados, dê uma atenção a mais para os desafios que eles enfrentam. Não tenha medo de pedir por sugestões de resolução.

3. Analise informações e procure por padrões

O próximo passo é fazer uma análise das informações coletadas. Você deve procurar por problemas, dúvidas, necessidades e interesse comuns entre os seus clientes. Dessa forma, você poderá perceber padrões comportamentais entre as respostas.

Para fazer isso e não se perder em meio a tanta informação, a nossa dica é fazer uma tabulação com as respostas recebidas. Coloque as respostas uma embaixo da outra e descarte aquelas que estão muito desconexas do restante, diminuindo, assim, a quantidade de respostas a serem analisadas.

Digamos que quase todos responderam que o diferencial da sua marca é o custo benefício, então é possível definir que uma das características da sua persona é a disponibilidade de pagar um pouco a mais para receber a melhor qualidade.

Se mesmo fazendo esse processo de peneira você não perceber um padrão, talvez seja o caso de melhorar a sua pesquisa e diminuir a abrangência dos questionamentos.

4. Faça uma descrição das características e comportamentos percebidos

Agora que você já tem os dados necessários, está faltando dar corpo e vida para a sua persona.

Ela irá precisar de um nome, uma idade e até mesmo um rosto. É claro que essas características, apesar de percebidas, são fictícias. Você não precisa repetir um padrão de nomes ou traços faciais.

Nós criamos esses detalhes para que a persona se pareça, o máximo possível, com um ser humano. Então, a melhor forma de fazer isso, é contar uma história; a história de vida dessa persona.

Narre a rotina dela, considerando os seus hábitos de consumo e a procura por conteúdos, seja bem detalhista e busque maneiras de se conectar com ela.

Exemplo de persona

Já falamos sobre o que é uma persona no marketing digital, os benefícios que ela traz para o planejamento da empresa e entregamos 4 dicas valiosas de como criar a sua persona. Agora, para finalizar, separamos um exemplo de persona para te ajudar a visualizar melhor.

Confira a seguir:

 185368844_125065186262428_8410155175100967818_n.png

O nosso exemplo seguiu as características das personas da WB Web. Você pode, e deve, detalhar ainda mais os medos, os desejos e diferenciais da sua. Leve em consideração os aspectos que a sua empresa pode atender.

Mas só falar é fácil, não é? Colocar tudo isso em prática é que pode ser complicado. Para isso, nada melhor do que uma ajuda profissional já calejada na identificação e criação de personas. Nós podemos te ajudar, entre em contato com os especialistas da WB Web e comece já a sua análise.

O que você achou deste conteúdo? Sentiu falta de alguma informação? Fique a vontade para deixar seu feedback nos comentários. E não se esqueça de assinar a nossa newsletter para receber as atualizações do blog em primeira mão!

Quer tirar suas dúvidas?

Inscreva-se para receber novidades