06 01 2021

Como destacar sua empresa no LinkedIn com conteúdos de qualidade

Como destacar sua empresa no LinkedIn com conteúdos de qualidade

Um dos grandes erros que alguém pode cometer é entender o LinkedIn apenas como uma ferramenta de currículo. A plataforma tem se atualizado e desenvolvido, e hoje já conta com mais de 200 milhões de usuários espalhados pelo mundo, se tornando uma das maiores redes de conteúdo.

O LinkedIn permite a criação de páginas corporativas, as company pages, onde você pode divulgar conteúdos sobre produtos e serviços, assim como vagas relacionadas a sua empresa. Além disso, o ambiente é uma ótima oportunidade para gerar autoridade e promover a valorização e o reconhecimento de marca.

A rede permite que as empresas apresentem participação em projetos diversos, como de sustentabilidade e de cunho social, com grande apelo para consolidar a imagem da empresa.

Muitos já perceberam o potencial das estratégias de marketing digital para essa rede, passando a investir na criação de conteúdo para a página. Saber como usar o linkedin para empresas se tornou um diferencial importante.

Se você tem interesse em aprender as boas práticas de criação de conteúdo para o LinkedIn a fim de destacar sua empresa, continue com a gente e receba dicas valiosas de marketing para a rede.

Como usar o LinkedIn para empresas

Como já dissemos por aqui, o LinkedIn não é uma rede de currículos. No entanto, também não é uma rede social como as outras; é uma rede profissional.

Essa rede é dedicada para relações profissionais e networking, o que gera grandes possibilidades de leads para sua empresa, já que não estará competindo com fotos de bebês e filhotes de gato, por exemplo.

Como também já dissemos aqui, o LinkedIn possui as “company pages”, que trazem ferramentas exclusivas, dando mais credibilidade para a sua empresa. Ou seja, sempre escolha uma página corporativa; nada de criar um perfil de funcionário.

E falando em funcionários, eles podem contribuir, e muito, com a página da sua empresa. Quando um funcionário possui um perfil atualizado e associado a sua company page, ele praticamente estará fazendo vitrine para a marca, aumentando a autoridade da empresa. Por isso, invista também nos seus funcionários.

Além da company page, o LinkedIn lançou as “Showcase Pages”. Uma página alternativa, onde as empresas podem criar destaques para diferentes aspectos de produtos e serviços. Esse ambiente permite que o seu negócio construa relações com uma comunidade específica.

A seguir, apresentamos os primeiros e principais aspectos para montar uma página de credibilidade:

Preencha todas as informações necessárias

Na hora de criar o perfil da sua empresa não deixe nenhuma informação de fora. Quanto mais informações sobre a sua marca estiverem disponíveis, mais credibilidade a sua página terá com os consumidores e possíveis novos funcionários.

O LinkedIn oferece muitas oportunidades e variações de informações na página, que variam desde especialidades da empresa até tamanho e indústria. É importante não deixar nada em branco, mas também ser objetivo e sucinto; ninguém quer ler uma descrição de 7 parágrafos.

Mantenha o perfil atualizado

Não basta criar um ótimo perfil, ele deve estar sempre atualizado. Depois que você preencheu todas as informações possíveis, você precisa estar sempre atento caso elas estejam desatualizadas.

Além das informações básicas e estruturais, você precisa de atualização nas interações. Participe de grupos e discussões, e mantenha o interesse do seus clientes no seu produtos. Poucos conteúdos e pouca interação irão fazer a sua página passar despercebida.

Dê uma boa aparência para o seu perfil

Você precisa que sua marca seja reconhecida facilmente e também chame a atenção daqueles que ainda não a conhecem.

Por isso, não poupe energia e tempo criando peças de alta qualidade para o seu perfil. Tanto a foto, quanto o banner de apresentação devem ter um design bonito, simples e facilmente reconhecível.

O seu perfil deve ser encontrado nas ferramentas de busca

Não deixe de lado as boas práticas de SEO. Ou seja, invista em palavras-chave, link building, cuide da experiência do usuário (em especial a escaneabilidade do texto) e principalmente da relevância do conteúdo.

Para não ser engolido por seus concorrentes, é importante que você faça uma pesquisa prévia de palavras-chave no Google, por exemplo.

A otimização do seu perfil vai garantir que sua página seja uma das primeiras no resultado de buscas. Por isso, não use palavras muito genéricas e seja objetivo. Se concentre na palavra mais importante e condizente com o seu negócio.

O que publicar no LinkedIn?

A rede permite duas formas principais de publicação: conteúdo em forma de artigos (cerca de sete parágrafos), e fazer atualizações mais curtas sobre cargos, conquistas e breves comentários.

Por isso, quando for postar na plataforma, além de entender como funcionam as postagens, você deve entender das boas práticas que trazem mais engajamento.

O LinkedIn, assim como outras redes, possui algoritmos e curadorias de conteúdo para cada área, ou seja, você deve sempre acompanhar as tendências do seu setor.

Outra dica importante é criar um conteúdo de valor para a sua persona. Faça pesquisas e descubra os assuntos mais relevantes para o seu público. Mas cuidado com assuntos não profissionais, eles não fazem parte do objetivo central da rede, e podem tornar a sua página menos qualificada aos olhos dos usuários.

Atualize conteúdos que já foram relevantes. Reaproveite o engajamento de outras postagens e mantenha a interação. E o principal: crie relacionamentos com outros usuários, o famoso networking. Esse é o objetivo central da rede social e é uma maneira fácil de gerar leads e criar valor com futuros clientes.

Dicas de conteúdos para o LinkedIn

Todas as práticas já conhecidas de Inbound Marketing também podem, e devem, ser aplicadas ao LinkedIn.

Tenha em mente o funil de vendas da sua empresa e produza conteúdos pensando nessa estratégia. O marketing de conteúdo casa muito bem com o formato da plataforma, então não tenha medo de investir em e-books, blog posts e vídeos.

O LinkedIn também permite a apresentação de slides com o SlideShare. Então, caso queira apresentar um novo produto ou serviço, ou até mesmo a história e o diferencial da sua empresa, esse é um bom recurso.

Conteúdos persuasivos

Técnicas de copywriting são muito bem-vindas. Ataque as emoções, personalize a comunicação, explore exemplos, mostre ao usuário o porquê do seu produto/serviço ser benéfico para ele.

Você pode utilizar gatilhos mentais (não exagere), mas o principal aspecto está na criação dos títulos. Indague ou prometa algo, aguce a curiosidade do leitor.

Preze por um conteúdo adequado, cuide do tamanho do material e nunca se esqueça da originalidade.

Conteúdos em vídeos

O LinkedIn permite o carregamento e prioriza o alcance de vídeos na plataforma.

Vídeos são formas dinâmicas de atrair o público. Eles permitem uma experiência passiva, geram empatia e se adaptam a vários dispositivos.

Eles também servem de entretenimento; você pode convidar especialistas no assunto para gerar mais autoridade. Outra boa aposta são vídeos de bastidores, então mostre para o seu público como é o dia-a-dia e o ambiente de trabalho.

Crie séries de artigos

Você pode criar artigos secundários sobre outros assuntos que possam levar até um artigo principal.

A criação de séries envolve o leitor, que começa a buscar pelos complementos, ou pela expansão do conteúdo. O usuário acaba fazendo uma jornada dentro da sua página, aumentando a sua credibilidade e a autoridade no assunto.

Essa estratégia pode também aumentar consideravelmente o número de visualizações dos seus conteúdos, tornando-os melhor rankeados e consequentemente, trazendo novos usuários.

Não se esqueça das hashtags

Elas ajudam a dar visibilidade para o seu conteúdo, atingindo novos públicos.

Como sempre, é importante fazer uma pesquisa previamente de quais as hashtags que casam com o seu conteúdo e possuem maior alcance.

Storytelling

Já mencionamos o uso de técnicas de copywriting, mas decidimos destacar a técnica de storytelling.

Essa técnica se refere a narração de histórias, e proporciona identificação por parte do leitor. O storytelling desperta emoções e seduz com facilidade, e é também uma ótima maneira de viralizar.

Uma dica para a construção de um bom storytelling é seguir o modelo Pixar de contar histórias em três atos: apresentação, onde somos apresentados ao personagem e ao seu mundo; a jornada, onde vemos os conflitos e os obstáculos que transformam o personagem; e a mudança, transformado pela resolução dos conflitos, o personagem passa uma mensagem que impacta e emociona.

Só cuidado para não romantizar exageradamente e cair em clichês. No mais, não tenha medo de ser criativo.

A criatividade e a originalidade são os principais aspectos de um conteúdo de qualidade, então não tenha medo de inovar. Apenas tenha em mente que o LinkedIn não é uma opção ao Facebook, e sim uma rede profissional. Portanto, cuidado com o seu comportamento e linguagem.

Se você estiver procurando por dicas de conteúdo para o Facebook e outras redes sociais, não deixe de conferir outros artigos aqui no blog da WB Web.

Gostou deste conteúdo? Nos deixe o seu feedback nos comentários. Você também pode entrar em contato com o nosso especialista em marketing digital e conhecer algumas das melhores estratégias sob medida para a sua empresa, basta clicar no botão abaixo!

Quer tirar suas dúvidas?

Inscreva-se para receber novidades