Acompanhe-nos

Facebook - Clique para acessarGoogle+ - Clique para acessar

Clique para ser atendido ou deixar uma mensagem.

Clique Aqui que ligamos para você

Atendimento

09:00hs às 18:00hs

Marketing Digital: Guia básico para iniciantes e empresários

25 Outubro 2018
Marketing Digital: Guia básico para iniciantes e empresários

Não há dúvidas de que uma empresa que investe na comunicação e pensa estrategicamente em ações de divulgação para suas marcas e produtos está alguns bons passos à frente de um concorrente que não tenha a mesma postura. Isso desde que o mundo é mundo, e as principais táticas para atrair a atenção de um cliente ainda eram concentradas na força da garganta de um vendedor.

As práticas de marketing e publicidade, por meio das chamadas mídias tradicionais, evoluíram bastante nesse meio tempo e desenvolveram novos conhecimentos, plataformas, ferramentas e profissionais cada vez mais eficazes e especializados em ações para cada nicho de mercado e segmento de público.

Porém, nas últimas décadas o mundo tem evoluído na velocidade de 100 anos a cada dez, e com isso um universo inteiro de possibilidades envolvendo negócios, vendas e atração de clientes se materializou e tomou conta da vida da maioria da população: o Marketing Digital.

Fruto da evolução da tecnologia e da expansão do ambiente online, o Marketing Digital alterou completamente a relação das empresas com seus clientes e criou novas vias de mão dupla para todo a jornada do cliente entre ser atraído por uma empresa, realizar uma compra e tornar-se um cliente fidelizado.

Sem mais delongas, neste conteúdo você vai ter um panorama completo sobre todos os conceitos, processos, canais, ferramentas e muito mais que está envolvido na criação de uma estratégia de marketing digital. Continue acompanhando.

O que é marketing digital?

Para começar bem é importante tentarmos conceituar e definir o que seria o marketing digital e qual a sua verdadeira razão de existir, certo?

O Marketing Digital é um mix de táticas, ferramentas e canais digitais de que uma empresa pode se valer no meio online e digital para promover, posicionar e expandir a própria marca com o intuito de gerar e/ou consolidar uma boa imagem e manter uma relação de confiança com sua audiência ao ponto de convertê-la em clientes de fato.

É uma extensão moderna das práticas tradicionais de marketing, no entanto, podemos dizer que essa modernização já alcançou um estado de maturidade. Sendo desenvolvido e executado desde o início da década de 1990, o Marketing Digital já não se encontra mais em estágio experimental, ainda que, assim como o mundo tecnológico em geral, se mantenha em constante evolução.

Como o marketing digital funciona?

Dentre as possibilidades e finalidades deste conjunto de estratégias, o ponto inicial e primordial se refere ao estreitamento da relação entre a empresa e o seu público, ou seja, a criação de novos vínculos e a otimização do elo com clientes potenciais e efetivos. As técnicas do marketing digital permitem que a empresa conheça melhor o perfil de sua audiência, obtenha informações importantes sobre essas pessoas, e fique mais próxima de compreender e atender as necessidades do seu target.

Em um outro nível, o marketing digital é capaz de posicionar uma marca, diferenciando-a perante o segmento de público e o nicho de mercado que almeja. As estratégias de posicionamento e valorização da marca, a médio prazo, são responsáveis pela ampliação do alcance e visibilidade, o que confere credibilidade à empresa e resulta em aumento no volume de negócios.

Por fim, tendo o público próximo e conectado espontaneamente às ações de uma empresa, conquistando uma imagem de credibilidade e autoridade perante a concorrência e os demais olhares do mercado, o que mais falta para que um negócio alcance o sucesso pleno? Vendas e fidelização.

Pode-se dizer que o “resultado final” de uma estratégia completa de marketing digital consiste, obviamente, no aumento das vendas ou do número de atendimentos, bem como na fidelização do cliente através de um pós-venda eficiente e antenado no perfil e nas demandas do segmento.

Esse “resultado final” entre aspas, é na realidade um processo contínuo, no qual as relações e a boa imagem da empresa são alimentadas e melhoradas como forma de manutenção do posicionamento.

Por que investir no marketing digital?

Certamente os tópicos anteriores já listam bons motivos suficientes para apostar neste investimento, porém vamos listar algumas outras vantagens que você não pode deixar de considerar.

  • I. Segundo dados de 2016 do IBGE 116 milhões de brasileiros com idade acima de 10 anos possuem acesso à internet, o equivalente a 64,7% da população;
  • II. Segundo pesquisa da PricewaterhouseCoopers Brasil (PwC) 7 em cada 10 consumidores brasileiros faz compras pela internet regularmente;
  • III. Pesquisas indicam que 8 em cada 10 consumidores utilizam a internet como fator de decisão para as compras, seja comparando preços, buscando referências ou informações sobre produtos ou empresas;
  • IV. A relação custo-benefício é significativamente melhor em relação aos métodos tradicionais de marketing, possibilitando um grande alcance a um menor custo por cada “aquisição de cliente;
  • V. A mensuração dos resultados é sem dúvida uma das principais vantagens do marketing digital, ferramentas permitem a obtenção de números exatos sobre alcance, interações, perfis de audiência e demais dados estatísticos;
  • VI. Permite a aquisição de informações e a construção de um banco de dados sobre a audiência da empresa, o que representa um maior conhecimento do segmento e uma vantagem competitiva para criação de novas estratégias de marketing;
  • VII. Adequação à velocidade das atuais dinâmicas de comunicação e possibilidade de corrigir e/ou aperfeiçoar estratégias que já se encontrem em andamento.

 Quais as principais estratégias de marketing digital?

Depois de compreender alguns conceitos básicos e alguns dos principais benefícios ligados à utilização do marketing digital, chegou a hora de ficar por dentro dos principais canais de marketing digital, ou seja, ferramentas, plataformas, serviços e estratégias que possibilitam uma empresa se posicionar de forma correta e obter os resultados desejados.

É importante não perder de vista o foco no público, inclusive, na hora de escolher quais vias e táticas são mais adequadas e serão mais eficientes junto ao segmento pretendido.

Redes sociais

Dentre os canais mais popularizados no marketing digital certamente as redes sociais são os primeiros, e não é por menos, afinal esta é uma via primária e fundamental para o sucesso. Inclusive para o bom funcionamento de outras estratégias que veremos logo mais.

As redes sociais, enquanto posicionamento online, representam uma espécie de cartão de visitas do negócio e um território a ser necessariamente demarcado. No conjunto de táticas do marketing digital representa também o primeiro passo de uma etapa muito importante: o relacionamento direto com público que possibilita ter maior conhecimento sobre o perfil de um segmento pretendido.

A humanização de uma empresa perante seu público e a bilateralidade na comunicação entre o negócio e o consumidor são as características mais importantes do uso das mídias sociais. Estes aspectos, além de proporcionar feedbacks e informações valiosíssimas, aproximam o público por meio de uma relação íntima que forma verdadeiros defensores da sua marca, pessoas engajadas em compartilhar os produtos, os conteúdos e os valores da sua empresa.

Com praticamente as mesmas características que envolvem todo o marketing digital, as redes sociais também permitem a segmentação do alcance, assim como envolve muita praticidade e baixo custo. Para escolher quais as melhores redes sociais para o seu nicho de negócio, é necessário observar as particularidades de cada uma, o tipo de interação que proporciona e qual faixa de público ela abrange. Abaixo listamos as principais redes.

1. Facebook

Com mais de 127 milhões de usuários ativos no país, o Facebook é a rede mais popular e com a maior diversidade de público, desde a faixa etária aos hábitos de consumo. Pela grande audiência é uma rede importante para quase todos os nichos empresariais existentes;

2. Instagram

A rede que mais cresce no mundo atualmente tem mais de 50 milhões de usuários no Brasil. Prioriza o compartilhamento de fotos e imagens e é a queridinha das faixas etárias intermediárias (jovens e adultos);

3. LinkedIn

É a maior rede de viés corporativo/profissional do mundo, portanto é indispensável para empresas B2B. Além de fortalecer conexões profissionais e facilitar a busca por clientes empresariais, o LinkedIn também é muito utilizado no recrutamento de colaboradores;

4. Twitter

É o reduto das pessoas mais antenadas na internet, seu público é curioso e gosta de saber das coisas antes de todo mundo. O twitter é mais focado no imediatismo e no factual e, apesar de ter um número menor de usuários, é uma das redes mais influentes aos outros meios e canais;

5. YouTube

Esta rede é a grande responsável por uma parcela considerável do tráfego de vídeos na internet. É fundamental para quem aposta em conteúdos educativos, artísticos, informativos ou de entretenimento, em formato de vídeo, para atrair o seu público.

E-mail Marketing

O uso massivo das mídias sociais e dos apps de mensagens instantâneas, como o WhatsApp, faz parecer aos olhos da maioria que o e-mail perdeu a sua importância na comunicação. Ledo engano, afinal o e-mail continua vivo e bastante eficaz para a fidelização de clientes, geração de leads e estímulo às vendas, basta tomar precauções para não utilizar estratégias equivocadas.

O envio de e-mails como estratégia de marketing digital se baseia em duas vertentes principais: o newsletter e o e-mail marketing propriamente dito. A primeira modalidade visa alimentar um relacionamento saudável e manter a conexão com o cliente oferecendo, normalmente, conteúdos úteis, dicas, dentre outros.

A segunda vertente, o e-mail marketing, já tem um viés mais promocional e normalmente visa estabelecer alguma troca com o cliente, como o download de algum material, ou ofertas e promoções, enfim, ações que estimulem de forma mais direta a realização da venda.

Como se trata de adentrar um espaço privado do cliente (a caixa de entrada de um email), o marketing por e-mail deve ser muito cuidadoso para não ser confundido com spam. Para isso é importante ter informações suficientes que garantam que o público mirado tem interesse nos conteúdos e promoções que a empresa compartilha. É importantíssimo também zelar pela qualidade e relevância dos conteúdos disponibilizados.

Mídias pagas

O alcance e as interações orgânicas em campanhas de marketing digital são as cerejas do bolo que premiam o trabalho duro desenvolvido por um bom setor de marketing digital. No entanto, a conquista deste fluxo orgânico não é um jornada tão fácil e rápida. Abrir mão de investir nos recursos pagos existentes para potencializar suas ações de marketing, podem dificultar ainda mais o processo e a sua empresa não pode esperar, certo?

Investir em mídias pagas é uma medida que visa dar mais celeridade à criação de novas oportunidades de vendas. Existente em diferentes plataformas, quando bem executada essa estratégia entrega resultados mais imediatos geralmente sentidos na geração de novos leads (público qualificado para a sua empresa) e no efetivo aumento das vendas.

O mais importante para uma boa campanha patrocinada é saber trabalhar de forma eficiente as opções de segmentação presentes em cada ferramenta. Fazer com que o seu anúncio chegue exatamente em um público que tenha interesse de fato no que sua empresa oferece, e que seja, portanto, um potencial consumidor. Outro fator crucial é saber identificar a melhor palavra-chave que possa estar relacionada ao seu negócio.

As principais ferramentas de mídia paga atualmente são a plataforma Google Ads e o Google Shopping. As ferramentas presentes em redes sociais, ou Social Ads, também apresentam ótimos desempenhos e tem sido muito acionadas pelas empresas, sendo que as principais são: Facebook Ads, Instagram Ads, Twitter Ads, LinkedIn Ads e YouTube Ads, cada qual com particularidades e ferramentas que devem ser previamente analisadas antes da decisão de pagar um anúncio.

Marketing de Conteúdo e SEO

Por último vamos abordar duas das estratégias mais interessantes do marketing digital e as principais responsáveis por conseguir aumentar o tráfego orgânico nos seus canais digitais (blogs, sites, perfis em redes sociais).

O Marketing de Conteúdo é a principal forma de transmitir autoridade e credibilidade à sua empresa, e também a forma menos invasiva de atrair potenciais consumidores, guiá-los em sua jornada de decisão acerca de uma compra até convertê-los em leads ou em clientela.

Esta estratégia consiste em oferecer conteúdos de qualidade e relevância aos visitantes que orbitam a sua presença online, tratando sempre temas que digam respeito aos produtos ou serviços que a empresa comercializa. Esta postura, além de passar a imagem de que a empresa entende do que faz, também educa os visitantes e os ajuda a tomar uma decisão que resulte no fechamento de um negócio.

Porém como fazer esses conteúdos chegarem ao público adequado? Todas as outras ferramentas que tratamos acima (Redes Sociais, E-mail Marketing, etc.) podem ajudar nessa missão, porém a melhor forma de atrair novos visitantes com real interesse no seu conteúdo, é estar bem posicionado nos sites de busca como o Google e o Bing, por exemplo. É nesse momento que entra o SEO.

SEO, ou Otimização para os Motores de Busca, trata-se de um conjunto de técnicas e boas práticas que visam fazer com que páginas e conteúdos apareçam nas primeiras colocações no ranking de pesquisas online relacionadas. No mercado competitivo que temos, é necessário deixar tudo perfeito para que os algoritmos que realizam a busca entendam que a sua página dará a melhor resposta ao que o usuário está perguntando.

As técnicas de SEO começam na estrutura do site e na forma como as informações estão distribuídas na página principal, a otimização envolve deixar tudo bastante “legível” para os motores de busca.

A otimização dos conteúdos é de extrema importância para o funcionamento adequado desta complexa estratégia. A distribuição de palavras-chaves no decorrer do texto, sua escaneabilidade, o tamanho do conteúdo e o uso de outros termos relacionados ao assunto são só alguns dos detalhes que não podem passar despercebidos.

O Marketing de Conteúdo e as técnicas de SEO se complementam, e ambas fazem parte do que chamamos de Marketing de Atração, ou Inbound Marketing, que é uma perspectiva do marketing que procura atrair o interesse de possíveis clientes no lugar de correr atrás deles com ofertas e promoções.

Vamos ficando por aqui e esperamos que esse conteúdo tenha sido bastante útil para você ter uma visão panorâmica de tudo que constitui o Marketing Digital. Se ficou em dúvida com algum termo ou pretende aprofundar em algum dos temas específicos que tratamos aqui, basta navegar nos links espalhados pelo texto.

Não deixe de assinar nossa newsletter para receber mais conteúdos de qualidade como este!

Faça Agora o Diagnóstico de Marketing Digital da Sua Empresa

Veja Também:

Alguns de Nossos Clientes

Zoofértil - Laboratório Agropecuário
Prosemearte
Multi Contabilidade
SmartGroup
HN & COSTA Inovações Contábeis
IAL Corretora de Seguros

Últimas do Blog

Fique por dentro das últimas postagens do nosso Blog

WB Web - Marketing Digital | Parceiro Oficial do Google APPS for Work

WB Web - Marketing Digital

Clique para acessar nossa página no FacebookClique para acessar nossa página no Google+